Decider? Chopp?

Apetece dizer que está ao rubro a guerra entre as bebidas. Aparece uma bebida nova todas as semanas, tenta-se implementar novas modas, fazer coisas inesperadas mas nota-se muito que são campanhas feitas à pressa, pouco pensadas e sem um rumo concreto.

Primeiro, da Unicer, surge a Decider. Uau! "Bebida totalmente inovadora, rótulo verdinho diferente de todas as outras, mas afinal é o quê? Cerveja? Água com gás de sabor? Bem isso não interessa nada, o que interessa é que fiquemos todos ciderados! Hã? Cide quem? Que significa isso? Ah não interessa, o que interessa é ter piada, aguçar a sede do consumidor pela bebida do futuro. E está feito. Nem é preciso explicar nada, vai toda a gente comprar de certeza."

Depois, a Sagres, ainda engasgada pela grande "Abadia" que levou decide lançar algo totalmente inovador e inesperado. A Chopp! Belo nome... "Estão ZERO graus lá fora, um frio de rachar, mas há que inovar, criar uma bebida "tropical" que nos remeta para o calor e o samba do Brasil!! Uau! Fantástico, vai ser um sucesso. Mas esperem, um grupo de amigos num café, faz o pedido e algo inesperado acontece até que as cervejas se apresentam, fresquinhas, no tabuleiro? Eu já vi este filme na concorrência... Ah não interessa, mete-se a Ivete Zangalo pelo meio e está feito! Mais tarde chamamos o Pierce Brosnan e rebentamos com a concorrência."

Enfim, é esta a ideia que tenho do panorama. Ideias com potencial que são exploradas e forçadas ao máximo, é pena... mas apesar de tudo é bom ver entrar no mercado coisas frescas que acredito que possam resultar. Entretanto a Compal lançou o novo Compal Essencial que esse sim, tem um grande conceito, coerente, razoável. A promessa de ter fruta que se bebe nunca pareceu tão credível!

Estava mesmo a precisar criticar qualquer coisa... Ufa, que alívio.

5 comments:

Fofa e Macia disse...

Eu também adorei o k a compal fez! Pke?
Para além de ser bom e saber mesmo a fruta (pk eu já provei) acho k foi muito estratégico lançar o compal essencial nesta época.
Pke?
É k apesar de ainda faltar uns meses para o Verão já se começa a pensar em comer comidinha saudável e a cortar nos refrigerantes para ficar bem no bikini ou nos calções de banho...
LOL:)

bonnie&clyde disse...

Concordo com o que disseste em relação a sagres e decider. Em relação a compal um dos primeiros conceitos era do tipo "não se bebe, trinca-se!" Será que o "essencial" não perde por isso? Afinal agora é que é fruta mesmo?

marta disse...

a publicidade do chopp é uma seca, demora imenso tempo, uma ivete mais à vontade no palco do que a dançar numa rua com cerveja numa bandeja e sinceramente essa história de viva o brasil.....sejamos patriotas...

Anónimo disse...

queria-te só relembrar que a ideia da decider não é nova, por isso não foi "elaborada à pressa" (como comentas), a sidra já existe há anos!

cumprimentos, maria.

Jacques disse...

Caros Bloggers:

Como Gestor da Marca DECIDER não pude resistir a uma pesquisa na Net, que me trouxe até aqui... Achei interessantes os vossos comentários e sou obrigado a aceitar algumas críticas ao lançamento que efectuamos. No entanto, posso-vos garantir duas coisas:
1.º Este lançamento teve quase um ano de preparação e nada foi feito em cima do joelho. Lamento que tal possa parecer, mas os objectivos em termos de comunicação foram largamente ultrapassados, sendo que nunca nos preocupamos muito com a explicação do produto. Interessa-nos mais dar, o mais rapidamente possível, notoriedade a uma categoria e uma marca, esclarecendo desde logo qual o seu target e life-style;
2.º A Sidra existe desde o tempo dos Faraós. É uma bebida muito antiga que já existiu em Portugal mas que praticamente desapareceu... Hoje restam apenas algumas produções caseiras na região do Minho, associadas a tradições populares. Porém, este conceito de Sidra que apresenta a DECIDER, é completamente novo em Portugal. Tem um posicionamento próximo da cerveja, o que só acontece no Reino Unido e na Escandinávia.
A Unicer tem apostado, desde 2003 e cada vez mais, no segmento de consumidores que bebem pouca cerveja (SB Green e SB Tango) e no segemento de não consumidores de cerveja (DECIDER). Trata-se de alargar o target dos nossos consumidores, dando-lhes aquilo que poderão gostar mais. Temos sido responsáveis desde´então por uma nova dinâmica num mercado estagnado há muitos anos... Portanto, aquilo a que se assite hoje em dia, está nos nossos planos há pelo menos 3 anos. Ainda que o desenvolvimento efectivo de alguns desses projectos só tenha arrancado mais tarde... Por fim, para que conste, é com agrado que finalmente enfrentamos um concorrente forte, pois até aqui, a Central vivia para engordar os seus accionistas, que não tinham interesse nenhum em investir neste mercado.

Cumps,
jacquessousa@yahoo.com