Pingo Doce vs. Minipreço

E não é que agora os supermercados Pingo Doce decidem provocar a concorrência? Não é por nada, mas prevejo que uma campanha como esta, vai acabar em processo judicial. Estão abertas as hostilidades!

A história é simples: O Pingo Doce decidiu comunicar que a ideia que se tem que o Minipreço é o mais barato, está errada. Pelo menos quando estamos a falar em produtos iguais. Vai daí, toca a comparar explicitamente marcas, supermercados e preços. Dum lado uma cliente do Minipreço, puxa do seu produto marca DIA e do outro uma cliente Pingo Doce puxa do seu produto marca Pingo Doce. Mas não! Ainda não é agora! O Voz-off alerta-nos para o facto dos produtos não serem iguais... inteligente. Então sacam as duas de produtos iguais, da mesma marca, para se concluir que têm os dois o mesmo preço.

Entretanto parece que o Minipreço já lançou um curto anúncio a explicar que os únicos supermercados que têm preços tão baratos como o Minipreço... são os outros supermercados Minipreço.

Gosto da guerra, duvido da legalidade... mas a mim parece-me que certas e determinadas agências andam com muito trabalhinho neste momento.

26 comments:

Dozedetalhes disse...

Mas que é legal é.

pedroduarte disse...

em portugal esse tipo de guerras era ilegal a 3 anos, mas agora n sei...sei k nos esstados unidos e permitido fazer isso...

João Tiago disse...

aidna me lembro de quando uma amrca de refirgerantes utilizou uma garrafa da compal ou santal... e foi logo retirada a campanha...

jorge alexandre disse...

Olá David.

A referida campanha também despertou a minha atenção, e pelo que me explicaram a publicidade comparativa à permitida em Portugal. Existe a apenas um senão: só pode ser dito que um produto é melhor ou igual a outro se fôr possível prová-lo empiricamente.A empresa pode inclusivé ser levada a tribunal mas não há problema se conseguir provar em frente ao juíz aquilo que a publicidade alega e ao que parece o Pingo Doce diz possuir um estudo que prova que têm os melhores preços.

Anónimo disse...

e se por acaso as duas marcas se associassem????????
ainda não pensaram nisso.?!?!.

João Tiago disse...

jeronimo martins e Dia?!

duvido

RE disse...

Sim, vejam o seguinte cenário: O Pingo doce passa a mensagem que efectivamente os preços são baixos todo o ano. Por outro lado, o Minipreço passa a mensagem que também tem produtos das marcas lideres (SKIP, Nívea, L'Óreal...) ao contrário da imagem que existe é que são apenas produtos de marca própria/menor qualidade.
Parece-me lógico. Agora interessante era conhecer mais detalhes do acordo... Por exemplo a "resposta" do Minipreço, que me parece ser muito "soft" para ser considerada uma "ofensiva".

Nelson disse...

Se a comparação for "honesta": o preço do mesmo produto em lojas diferentes ou produtos da mesma gama comparados em características comuns, desde que os parâmetros objectivos da comparação sejam explicitados (é o caso, em que se anuncia a data da comparação e a loja Minipreço que foi usada na comparação), é legal fazer publicidade comparativa.

Fernando Costa-Cabral disse...

acho que esta publicidade eh fraquissima. de facto, a questao da legalidade eh interessante, mas sinceramente, criativa nao eh. eh uma droga. e associacao das marcas nao faz sentido nenhum. nao sao complementares.

Target disse...

É rebuscada a tese conspirativa. E mais interessante do que a criatividade - que deve ser muito eficaz - deve ser o que este tipo de disparates desencadeia.
Isto funciona tão bem como um bom acto de terrorismo.

holidayolic disse...

Desculpem, mas... os dois supermercados pertencem ao mesmo grupo! Isto não vos diz nada??

Quanto à comparação directa entre concorrentes e da forma como é feita é legal sim! Porque eles não estão a comprar coisas subjectivas, de facto estão a pegar numa coisa facilemnte comparável e a dizer nós fazemos isto a concorrência aquilo!

Anónimo disse...

holidayolic : o minipreço pertence à carrefour distribuição, tão só a maior empresa de distribuição da europa; e o pingo doce pertence ao grupo jerónimo martins (q detém tb o feira nova; recheio; masterchef). Pertencendo ao mesmo grupo eles as o minipreço teria respondido com uma campanha mais forte- q geraria mt mt mais polémica, logo mais publicidade. Assim lucravam as duas cadeias d supermecados muito mais d que c uma campanha "normal"

Anónimo disse...

mas não pertecem ao mesmo grupo, certo??

Anónimo disse...

Eu trabalho no Minipreço. E o que tenho visto desde o dia 2 de Janeiro,é que cada vez temos mais clientes, pois as pessoas deram-se ao trabalho de ir a um sitio e ao outro, e viram que tirando os artigos dos anuncios e mais 3 ou 4 coisas, TUDO é mais caro.
Há muitos clientes que também nos perguntam se nos vamos "fundir" com o Pingo Doce. Não vamos.
E a resposta do Minipreço logo a seguir aos primeiros anuncios, foi baixar mais de 600 preços! Quem fica a ganhar com esta guerrinha? O cliente, pois claro!

Anónimo disse...

Se os consumidores fizerem compras no Minipreço ou no Pingo Doce podem poupar quase 1.000 euros por ano, revelou hoje a DECO, no âmbito de um estudo que efectuou sobre supermercados.

Independentemente do que quiserem inventar o Pingo Doce realmente baixou os preços nas marcas lider. O que aconteceu em relação ao pós campanha, foi o facto do minipreço, ter ido baixar os preços a correr, dos artigos que estavam a passar na tv, para ver se conseguiam por os anuncios desactualizados, mas infeleizmente só tinham duração de 24 horas cada um.

Mas concordo com quem fica a ganhar! É o Cliente. Tanto no Pingo Doce como no Minipreço. Estão sempre a comparar os preços uns dos outros, por isso, nunca varia muito.

Rodrigues Tavares disse...

Carrisimos, neste momento o Pingo Doce esta com uma estrategia bem definida, que e andar atras do minipreço, vá para onde estes forem, sei inclusive de casos em que ja compraram lojas/terrenos onde o minipreço tambem estava a negociar. É a lei do mais forte, e do melhor prestador de serviços. Vale?

Anónimo disse...

Se me permitem, deixem esclarecer os menos entendidos. O Pingo doce e o Mini preço NÃO pertencem ao mesmo grupo. O mini preço começou como um puro Discount(assente na marca própria) e, dado a especificidade de Portugal, adiriu aos pouco á introdução de algumas marcas lideres, continua a ser um puro Discount de proximidade, era independente e foi adquirido pela Dia que pertence ao grupo carrefur. O pingo doce começou como um supemercado generalista apostado numa imagem e numa efectiva qualidade mas com preços altos, hoje é um "discont vip" se me permitem o termo. é quase inegualável nos produtos fresco e qualidade de atendimento e dispõe já de um cardex (referencias comercializadas) muito próximo de um discount no que toca a não pereciveis ao que se junta uma efectivo nivel geral de preços extremamente competitivo. Tem também já hoje as mais fortes e competitivas marcas próprias do mercado gerida pela gestiretalho que coordena as marcas próprias e os pereciveis para todo o grupo (Pingo doce, Feira Nova e Recheio). Estou convicto que esta estratégia conduzirá o pingo doce a uma posição brutal de dominio de mercado a médio prazo. É uma marca portuguesa, por isso o meu bem haja á sua equipa e em especial ao seu Director Sr. Dr.Cid Correia que me parece ser o mentor desta revolução que está a por os franceses e alemães em sentido. Quem está está no ramo da distribuição sabe quanto é valioso e a qualidade que tem este trabalho. Naõ estou com isto a dizer que são perfeitos, mas... são portugueses e isso para min já é mais que importante. É a distribuição que está a matar o nosso pais e a nossa produção. Acorden senhores governantes.

Anónimo disse...

tem graça esta troca de palavras, por causa de um anúncio tão bem pensado. Certo é que não deixou ninguem indiferente.

Sou funcionária do Minipreço e cliente Minipreço há muitos anos; por mais que o Pingo Doce faça, o cabaz é sempre mais barato no Minipreço.Mas o anúncio veio abanar algumas convicções, acho que o Pingo Doce atingiu o seu objectivo.

Anónimo disse...

ola viva
Falando de outro assunto atenção nao façam queixas no livro de reclamações,porque se fizerem alguma reclamacão o pingo doce manda os empregados perseguirem quem fez a queixa,depois se nao conseguirem nada assim,dizem aos pais dos funcionarios para darem uma sova em quem fez a reclamação,e ainda mais difamam quem fez a reclamação para verem se alguem quer bater nessa pessoa, portanto este caso aconteceu e e verdade,alias voces nao têm medo de fazer uma reclamação no pingo doce?
olhem eu nao tenho nao,e vou fazer sempre queixas sempre que as coisas estejam mal façam queixa do pingo doce na asae.tenham coragem como eu tive.façam reclamações no pingo doce pois esse e o ponto fraco deles,facam queixa deles na ASAE

Anónimo disse...

ola...
sou operador MiniPreco e considero uma "cabala" a publicidade do PingoDoce em comparar precos porque todos sabemos que os produtos publicitados so estavam com precos iguais durante uns dias... portanto: publicidade quase enganosa!
que voltem os anucios da "tropa" do minipreco...

Anónimo disse...

quero trabalhar

Anónimo disse...

No mini-preço atendem muito mal tudo á preça nem diz bom dia nao diz obrigado nada!Absolutamente nada!!!
Isto foi em Oliveira de frades no dia 03/02/2009.

Anónimo disse...

Boas, pensem meus senhores, pingo doce, mini preço, continente, e muitos mais, daqui a alguns anos podem esquecer o comércio tradicional, eles os grandes estão a acabar com tudo, e o povo é que tem a culpa, daqui a bocado o pais é de 3 pessoas e ninguém pensa nisso, que eles é que vão mandar nos preços, e depois queixam-se que sobe o desemprego e não há trabalho, eles dão emprego a um ex: 10 000 pessoas ao abrir supermercados mas fecham lojas que davam emprego a 20 000 do pequeno comércio, mas fazem bem, ajudar é aos grandes e não aos pequenos.

Anónimo disse...

Bom então ta na hora de os pequnos comercios abrirem os olhos e olharem ao macroambiente. Procurar diferenciar dos grandes que são todos iguais, procurar se expandir no mercado e ir a concorrencia pelas beiradas, e não se deixar intimidar com os grandes. porque senão vai ser só mais um pequno comerciante falido... Abraços a todos.

Alex Duarte

Paulo Galliano disse...

Concretamente acho a publicidade do Pingo Doce muito bem concebida...original...atractiva...alegre...simplesmente é o que se pretende da publicidade. A concorrência pode não gostar, o que é natural, no entanto a competição é saudável e deve-se orientar para os preços dos produtos, seja do Mini-Preço, seja do Pingo Doce. Quanto à publicidade em si não tenho nada contra...é pura inveja de alguns lobbies publicitários nacionais! Não se esqueçam do comércio tradicional!

TheKillerJp disse...

Assinem:

«Mudar a Publicidade do Pingo Doce»

http://www.peticaopublica.com/?pi=P2010N1152

Cumps
TheKillerJp